23 meses e 3 dias no inferno - 13º

/
0 Comments
13º Capítulo

Não brigaram, pelo menos na minha casa, nem discutiram. E na madrugada de segunda foram embora.
E não esqueçam, a louca não apareceu o final de semana todinho, eu pedi, mas duvidei que seria atendida, mas outro milagre aconteceu: Aaaleluia! Aaaaleluia!!!
Mas a segunda-feira prometia e muito. Por volta da hora do almoço, chega a louca e seu rebento, e chora e reclama e resmunga, tudo porque eu tive a ousadia de pedir para ela não comparecer no final de semana e assim não conhecer pessoalmente o jericão.
Mas os dias passaram, e eu e meu marido sempre ignorando, inventando modas e desculpas para que ela não dormisse em casa, e não saber que eu constantemente tinha que ir para o hospital para exames e pré-natal, e todo o mais, o enxoval, brinquedinhos e coisinhas de bebe, que comprávamos na cidade vizinha, eram escondidos.
Até que no final de novembro ela resolveu por as manguinhas de fora e começou a me "ensinar" como cuidar da casa e das coisas, novamente, com questões de decoração, porque eu havia desalojado a filha dela pra começar a arrumar o quarto da minha, e tranquei o quarto para que ela não visse. Este foi o estopim.
Uma casa tão grande e eu fui escolher justamente o quarto preferido da filha dela para trancar. O que eu estava pensando? É este o tipo de coisas que eu escutava e, geralmente, quando "o primo" não estava em casa. E meu marido ficava muito nervoso quando eu contava e eu passava mal.
Até


You may also like

Nenhum comentário: